Meu coração e outros buracos negros - Jasmine Warga


Livro: Meu Coração e Outros Buracos Negros 

Autora: Jasmine Warga
ISBN-13: 9788579802683 

ISBN-10: 8579802687 

Ano: 2016 / Páginas: 312 
Idioma: português 
Editora: Rocco Jovens Leitores 
Nota: ★★★★★/


...Qualquer um que já esteve triste de verdade pode dizer que não há nada de bonito,literário ou misterioso na depressão. Depressão é como um peso de que não se pode escapar. Ele esmaga você, faz até as menores coisas, tipo amarrar os tênis ou mastigar uma torrada, parecerem uma corrida de trinta quilomêtros montanha acima. A depressão faz parte de você; está nos seus ossos e no sangue. Se sei alguma coisa sobre isso, é o seguinte: é impossível escapar." - pág. 22.

Aysel é uma adolescente à espera de acabar com a própria vida. Ela vem esperando pelo momento certo há tempos, mas não acredita ter coragem o suficiente para fazer isso sozinha, até que conhece Roman num site sobre suicídio.

A primeira vista, ele não é o tipo de garoto triste que ela esperava. Bonito, popular, atleta, ele não lhe conta sobre os motivos que o levaram a fazer esta escolha.

Ele é um jovem que tem data marcada para se matar, e com ele, ela acaba criando a coragem necessária para juntos terminarem essa vida da maneira que escolheram.

Por essa descrição você pode pensar que se trata de um livro sombrio, ou que estou de dando alguns spoilers, mas não é nada disso.

Jasmine Warga, a autora, escreveu este livro de maneira incrível, abordando um tema muito sério, que várias pessoas acreditam ser frescura ou falta do que fazer.

Ambos os personagens não pareciam pessoas que estavam dispostos a colocar fim à própria vida quando vistos pelas pessoas de fora, mas quem consegue saber de verdade o que se passa na cabeça de cada um?

Eles tiveram que lidar com alguns eventos traumáticos em suas vidas que lhes marcaram tão profundamente, que não tinham mais vontade nenhuma de pertencer a este mundo.

Roman vive à espera do fim, e Aysel quer se livrar da escuridão que pode a tomar e a deixar como seu pai. Ela prefere colocar um fim em sua vida à ficar igual a ele e magoar ainda mais sua mãe e seus irmãos.

Meu coração se enternece, e espero a lesma preta levar aquele sentimento embora, mas ela não leva. A ternura vira uma dor pequena, aguda - vai ser mais difícil deixá-los do que imaginei" - pág. 114

Eles vivem suas vidas no piloto automático apenas esperando o momento em que tudo acabaria.

Mas como chegaram a este ponto? Todo mundo passa por situações difíceis, eles não são os únicos. Se matar é o caminho mais fácil. Covardes!

Isso é o que muita gente ainda pensa sobre depressão e outras doenças que envolvem nosso cérebro. Os sintomas não são tão visíveis quanto os de outras doenças e infelizmente, não faltam pessoas para apontar o dedo e menosprezar o que o outro sente.

... Será que é assim que a escuridão vence, convencendo-nos a prendê-la dentro de nós, em vez de jogá-la fora?" - pág. 277

O título deste livro é extremamente significante, vez que demonstra o buraco negro no qual a pessoa que está pensando em suicídio se encontra. Nada mais a alegra, nada mais é motivo para ficar.

Será?

Quando os jovens protagonistas se encontram, cercados pelas mesmas motivações, mesmas dores, mesmas vontades e firmam um pacto de morte, você fica pensando que juntos poderiam buscar ajuda e sobreviver.

Mas as coisas não são tão simples. Quando a dor que você sente é forte o suficiente para não ter fim, apenas a escuridão lhe preenche, e Aysel cita por  tantas vezes essa escuridão que você acaba percebendo que o que ela sente não está tão distante assim de você.


"Talvez todos tenhamos a escuridão dentro de nós, e alguns de nós sejamos melhores em lidar com ela que outros." - pág 270.

Ambos embarcam em uma viagem que pode acabar os unindo de uma maneira que não imaginavam, lhes levando para caminhos diferentes do planejado e nos dando uma ponta de esperança, como uma luz no fim do túnel.

... E tudo o que eu quero é que você se veja do jeito que eu vejo." - pág. 297
Jasmine escreveu a história com maestria, abordando um tema importante e necessário de uma maneira interessante para os jovens, criando personagens com profundidade e mostrando a realidade daqueles que sofrem com a escuridão.

É importante ressaltar, porém, que depressão é uma coisa muito séria e não podemos romantizá-la. Por isso, no menor indício de que você ou alguém próximo possa estar assim, procure a ajuda de um profissional!

Enfim, é um livro tocante e inspirador e disseram em uma resenha que li: "palavras são muito rasas para a profundidade desse livro"

Favoritado e indicado com prazer.

Espero que gostem,
Carol.


Nenhum comentário

Postar um comentário