Uma curva no tempo - Dani Atkins

Foto por @bloglivroseleitoras

Às vésperas de sair da cidade para a faculdade, um terrível acidente muda a vida de Rachel Wiltshire e de seus amigos. Por causa desse acidente, Rachel fica com o rosto desfigurado e com dores de cabeça que a ainda a atormentam mesmo após 5 anos do acidente.Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. 

Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

E se a vida lhe desse uma segunda chance? Duas histórias diferentes podem levar ao mesmo final feliz? A noite do acidente mudou tudo ou foi uma grande sorte? Podemos voltar no tempo? Porque não podemos afastar as lembranças? São tantas perguntas que nos fazemos durante toda a vida que nem sempre vem acompanhadas de respostas.Uma capa maravilhosa. Críticas e resenhas super positivas. Uma caixinha de lenços sob a mesa para secar as lágrimas que irão cair, e o que acontece? NADA! Não acontece NA-DA!!!!! 


Já vou avisando que se você não curte SPOILER, pare por aqui e não leia mais. Eu tinha avisado lá no Instagram do @bloglivroseleitoras que essa resenha ia ter spoiler, porque eu fiquei inconformada com esse livro.Estou super decepcionada, mas não é nem com o livro não, é comigo mesma. Parece que toda vez que coloco muita expectativa em cima de um livro, acabo me decepcionando (se fosse só na literatura, ainda tava boa a vida né rsrsrs). Desde o começo não consegui engolir a história. Nunca a expressão "sem sal e sem açúcar" fez tanto sentido. Não consegui sentir emoção nenhuma. A narrativa me pareceu pobre, sem detalhes. Os personagens não passavam nenhuma emoção e as passagens foram confusas. E o final? Eu fiquei tipo: "Já acabou, Jéssica?" Como assim? Que final que é esse minha gente???? É sério! Li umas 4 vezes pra ver e ainda não consigo aceitar que acabou daquele jeito.


 (Aqui vai o SPOILER!!!!!!) >>>: Pra você, qual a "verdadeira realidade", se podemos dizer assim? Pra mim, a realidade é que ela estava em coma, e por causa disso ela meio que criou uma realidade paralela para viver. Li em um blog uma menina dizer que acreditava que a realidade é que ela estava se casando e não em coma. Também vi várias teorias de bipartição temporal.Na última folha do livro, a última frase é a seguinte: "Jimmy e eu trocamos um olhar profundo e significativo antes de seguirmos juntos para a luz." Isso pra mim é uma metáfora para "morri". Sabe aquele lance de que quando você morre,uma pessoa que você considera especial e que já morreu, vem te buscar pra você não sentir medo ao partir? Pois então, o Jimmy veio buscá-la quando os aparelhos dela foram desligados.


Pra você não dizer que eu sou chata, vou te dizer a única coisa que gostei do livro: Jimmy. Por mim a história podia ser toda dele. Infelizmente Uma curva no tempo entrou pra lista de decepções literárias de 2015.


Você que está lendo e tem uma opinião diferente, comenta aqui embaixo. Vamos conversar sobre o livro. Não é porque tenho uma opinião que não vou ouvir a sua, aliás, vou adorar. Aproveita e dê uma olhadinha nos outros posts se você gostar. Se preferir, dá um pulinho lá no Insta que a gente pode conversar por lá também.


Beijos.

______________________________________________________________
O livro é da #EditoraArqueiro e tem 235 páginas.                                
                  

Nenhum comentário

Postar um comentário